fbpx

Entenda as políticas de backup e como moldar a sua própria

Existem diversas áreas importantes dentro de uma empresa, mas o setor de TI pode ser visto como um dos principais setores de uma organização. Isso porque, é nesse setor que toda a parte tecnológica de uma empresa é gerida, e num mundo cada vez mais digital, se faz necessário contar com profissionais capacitados para o desenvolvimento da tecnologia corporativa.

Assim, podemos dizer que a área de TI é importante, pois ela tem como uma de suas funções a de zelar e proteger a integridade dos dados presentes na organização, sejam eles dos clientes, da empresa ou de parceiros.

Logo, se faz necessário contar com um setor preparado para organizar e proteger informações provenientes dos diversos departamentos, uma vez que elas são estratégicas e essenciais para a organização. Dessa forma, é imprescindível realizar backups para a proteção desses dados. E, para que esse backup funcione corretamente, é necessário contar com políticas de backup eficientes.

Mas você sabe o que são e para que servem as políticas de backup? Reunimos neste post essa e outras informações essenciais para quem deseja implantar políticas de backup na empresa. Além disso, elencamos dicas para quem deseja moldar sua própria política de backup. Quer saber como? Continue lendo!

O que são políticas de backup?

Antes de falar sobre as políticas de backup, é importante saber o que é o backup. De uma maneira geral, backup diz respeito a uma cópia de segurança dos dados presentes em um dispositivo de armazenamento para outro local, de forma que esses dados possam ser restaurados no caso de uma necessidade.

Assim, para proteger os dados de forma eficiente se faz necessário contar com políticas de backup. Nas mais diversas formas de políticas de backup constam informações que dizem respeito ao registro de todas as decisões sobre o armazenamento de dados. Assim, o documento norteia os envolvidos sobre questões como:

Logo, utilizar políticas de backup pode ser vista como uma tarefa imprescindível para as atividades de TI. De forma a manter a empresa competitiva, de modo eficaz e sem aumentar os custos.

Por que implementar políticas de backup na sua empresa?

Os dados possuem fundamental importância para uma organização e, por isso, precisam ser protegidos. Realizar o backup é uma maneira eficaz de aumentar a segurança dos dados, mas também de manter as informações acessíveis para a equipe.

Assim, a partir das políticas de backup é analisado o que é prioritário para a empresa no que diz respeito à cópia de dados, além de como isso pode ser realizado, sem prejudicar o orçamento da organização.

Logo, a função da política de backup é garantir a disponibilidade de cópias de segurança quando elas forem necessárias, por isso, ela precisa ser definida na estratégia de diminuição de riscos.

Outro ponto importante deste documento para a governança de TI, é a função dele de diminuir os riscos que a organização passa diariamente, como é o caso dos ataques digitais ou acidentes tecnológicos.

fundo azul com a logo da Hybrid no canto direito inferior

O documento também vai elencar as medidas que devem ser realizadas para evitar possíveis problemas tecnológicos e o que deve ser feito para restaurar os dados em caso de necessidade.

Dessa forma, quando uma organização não utiliza políticas de backup eficientes na sua empresa, a organização fica sujeita a alguns incidentes, como é o caso dos incidentes citados abaixo:

5 dicas para moldar a sua própria política de backup

Agora que você já sabe o que são políticas de backup, sua importância e os pontos indispensáveis para se pensar antes de implementá-la, elencamos 5 dicas para aqueles que desejam moldar a própria política de backup.

  1. Defina os dados que são prioridades:

A primeira etapa para a criação de políticas de backup é estabelecer uma hierarquia dos dados da organização. Uma vez que nem todos os dados presentes em uma empresa são importantes, mas o armazenamento de algumas informações são imprescindíveis. Um exemplo disso são os comprovantes de recolhimento de impostos, a área administrativa tem a obrigação de guardar eles por, no mínimo, 5 anos para evitar multas.

Por isso, é importante sondar com os demais setores da organização quais são os documentos que existem e qual é a importância  de cada um deles hora de pensar nas políticas de backup.

  1. Defina o tipo de backup

A política de backup deve ser implantada de acordo com as necessidades da empresa e no quanto ela pode investir. Assim, é preciso escolher o tipo de backup que esteja mais alinhado aos objetivos da organização. Dentre os tipos mais comuns estão:

  1. Pense na periodicidade

Após determinar quais tipos de backups serão realizados, é imprescindível definir a periodicidade em que os backups serão realizados. O ideal seria realizar armazenamentos todos os dias. Mas, dependendo do número de informações que são geradas diariamente, isso pode não ser tão simples.

  1. Escolha a infraestrutura

Também é preciso pensar na infraestrutura que o backup será realizado. Dessa forma, ao optar por discos rígidos externos, por exemplo, deve-se estimar quantos volumes serão precisos para a realização dos processos. Essa escolha também diz respeito a uma projeção a longo prazo, de forma a evitar que, por falta de equipamento, os backups não sejam realizados. Dentre as opções mais comuns estão:

  1. Faça uma análise contínua de backup

Outra etapa essencial para as políticas de backup diz respeito à verificação da eficiência. Aqui, os responsáveis vão avaliar se as escolhas feitas durante a criação do documento estão proporcionando o resultado esperado.

Logo, se os resultados estiverem sendo negativos, os gestores devem atuar de forma rápida para superar os erros. Dependendo da situação, pode ser necessária a criação de outra política de backup.

Conclusão

Como você deve ter percebido, a definição das políticas de backup de uma organização é uma tarefa indispensável para aqueles que buscam armazenar seus dados com maior segurança. Dessa forma, um bom plano de backup é necessário para antecipar riscos, mas também para minimizar impactos negativos que possam se concretizar.

Assim, a documentação de todas as etapas para a realização de um backup é essencial para garantir a agilidade e a eficácia do processo, reduzindo possíveis impactos. Esperamos que as dicas reunidas neste post ajudem a sua organização a melhorar a segurança dos dados.

banner news

Parceiros